Início Eventos #REVIEW 1 : HQPB 2015 (por Mateus Nascimento)

#REVIEW 1 : HQPB 2015 (por Mateus Nascimento)

686
0

Se eu dissesse que prestei atenção em todo o evento, com certeza estaria mentindo. Mas várias coisas não passaram desapercebidas, o que me fez ter um parâmetro geral do HQPB 2015.

De início, a recepção aos visitantes foi feita de maneira organizada e, ao meu ver, sem muitos problemas. A equipe de staffs posicionada na portaria do Espaço Cultural soube ser muito bem educada, tratando a todos que chegavam com carinho e respeito, o que nos deu a sensação de acolhimento, que é o que realmente procuramos em um evento, especialmente um de grande porte como o HQPB. Os seguranças realizaram bem seu papel, fiscalizando e garantindo a tranquilidade no local.

DSC09953

Andando um pouco pelo espaço, notei a organização em cada setor. As lojas estavam bem posicionadas e visíveis. O que mais chamava atenção era a gigantesca seção de HQ’s, com inúmeras opções para todos os tipos de leitores. Logo atrás, games dos mais variados tipos, dos clássicos aos modernos, atendendo desde os novos gamers até os nostálgicos.

Agora a parte que – ao menos a mim – mais interessava: a área do k-pop. O K-Pop Stage estava com pouca visibilidade, demorei a encontra-lo no primeiro dia em que fui. Mas apesar disso pude me divertir e rever os amigos, além de me jogar em todas as danças que sabia. O concurso, tanto de solos quanto de grupos foi bem estruturado, porém com alguns pequenos defeitos. Literalmente pequenos, porque o camarim designado aos competidores era um tanto apertado, o que fez alguns colocarem seus figurinos em algum banheiro por perto. E a pressa em chamar os grupos deixou muitos integrantes nervosos, especialmente os que estavam em trade (competidores que dançam em mais de um grupo), que correram contra o tempo para se produzirem rapidamente e subir no palco mais uma vez. Quase que não conseguiam respirar! (exagero meu).

DSC09960 DSC09957

 

 

 

 

 

Apesar disso – e da desistência de vários solistas (que não é culpa da organização do evento, mas o afeta diretamente), o que fez apenas três apresentações solo ocorrerem no sábado – mesmo assim, não tenho motivos para reclamar, não só da área do k-pop como do evento em geral. A equipe de organizadores e staffs desempenhou seu papel de maneira concisa e bem feita. Parabenizo a todos os envolvidos no HQPB e espero ansiosamente pela próxima edição em 2016.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here